Etiqueta: media

SJ pergunta onde estão os milhões prometidos pelo Estado à Comunicação Social

Na segunda-feira completam-se quatro meses desde a conferência de imprensa em que o Governo anunciou um apoio de emergência para as empresas de comunicação social. Uma ajuda que consistia, apenas, no adiantamento de verbas destinadas à compra de publicidade institucional, isto é, pagar antes o que o Estado previa gastar durante o ano. A não ser que aconteça uma surpreendente transferência de última hora, vão completar-se 120 dias desde que a promessa foi feita, chegando-se, assim, a um ponto em que o adiantamento é já um atraso. Como há publicidade contratualizada que foi já emitida ou divulgada, isto é, há serviços que já foram prestados, conclui-se o que o Estado está, neste momento, em dívida com as empresas de comunicação, curiosamente o único setor empresarial que ainda não recebeu qualquer tipo de apoio extraordinário desde que começou a pandemia. O SJ reitera que a ajuda prometida – de 15 milhões de euros, que, descontado o IVA aplicado a serviços prestados, ler mais

SJ denuncia atraso no pagamento aos colaboradores do GMG

Centenas de colaboradores dos diversos títulos do Global Media Group (GMG) estão sem receber o pagamento pelo trabalho realizado durante o mês de junho. Até hoje, dia 13 de agosto, os jornalistas que colaboram regularmente com Jornal de Notícias, Diário de Notícias, O Jogo, TSF, revista Evasões, Volta ao Mundo, Men’s Health, entre outras – não receberam o valor das peças publicadas, nem lhes foi dada qualquer justificação ou indicação de quando vão receber. Há mais de um ano que os jornalistas em causa – trabalhadores independentes, a maioria paga à peça, outros em regime de avença – estão a receber depois do dia 11, com exceção do verão passado, quando o Sindicato dos Jornalistas (SJ) denunciou o atraso no pagamento dos salários aos trabalhadores do grupo. O SJ lamenta que o GMG ignore desta forma as centenas de jornalistas que contribuem diariamente com o seu trabalho para cada um dos títulos. São trabalhadores que já vivem diariamente na precariedade, ler mais

SJ apresenta queixa contra Global Media Group por recurso a falsos ‘fotojornalistas’

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) enviou hoje uma queixa à Comissão da Carteira Profissional de Jornalista (CCPJ) sobre o facto de a Global Imagens, que serve de editoria de Fotografia do Global Media Group (GMG), estar a recorrer a pessoas sem título profissional para realizar o trabalho de fotojornalistas. O SJ tem mantido contacto com vários fotojornalistas colaboradores da Global Imagens, alguns dos quais há mais de dez anos, que afirmam ter sido substituídos, durante a pandemia de covid-19, por se terem recusado a aceitar os pagamentos previstos na nova tabela remuneratória que lhes foi imposta pela empresa. O SJ apurou que entre esses substitutos estão pelo menos quatro pessoas sem título profissional, havendo ainda outras duas que poderão estar a usar indevidamente o nome de outros profissionais em exercício. Assim, o GMG, que tem vários órgãos de informação devidamente registados em Portugal, está a atribuir funções de jornalista, no caso fotojornalista, a pessoas não habilitadas para o ser. Recordando ler mais

Prémio de jornalismo Liga Portuguesa contra o Cancro

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), em parceria com a AstraZeneca e com o apoio institucional do Sindicato dos Jornalistas, promove mais uma edição do Prémio de Jornalismo que distingue os trabalhos jornalísticos na área da oncologia, desenvolvidos em 2019. As candidaturas estão abertas até ao dia 20 de julho. O regulamento do prémio pode ser consultado na íntegra em https://www.ligacontracancro.pt/noticias/detalhe/url/abertas-candidaturas-para-premio-de-jornalismo-na-area-da-oncologia-candidaturas-de-1-de-junho-a-20-de-julho/

SJ pede esclarecimentos à Liga de Futebol sobre restrições ao acesso de jornalistas

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) pediu esclarecimentos à Liga Profissional de Futebol sobre as regras de acesso aos jogos do campeonato no que concerne aos jornalistas. Perante a necessidade de restringir o acesso aos estádios quando o campeonato se reiniciar a 4 de junho, a Liga comunicou, através da diretora-executiva, que está a analisar o modelo a adotar, nomeadamente no que à comunicação social diz respeito. O SJ destaca que, mesmo em tempos de crise, é imperioso assegurar a liberdade de imprensa e o direito à informação, fundamentais em democracia e, no quadro das restrições impostas, defende que os jornalistas devem manter a liberdade de circulação, com responsabilidade cívica e mediante a apresentação da carteira profissional. O SJ alertou também a Liga para a importância de se assegurar a igualdade de tratamento, nomeadamente de acesso à informação por parte dos vários órgãos jornalísticos, independentemente do meio a que respeitam e de serem públicos ou privados. O SJ destaca que tem ler mais

Comunicação social precisa de mais apoios

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) reafirma a necessidade de serem aprovados outros apoios à comunicação social, um mês passado sobre o único anúncio feito pelo Governo sobre o setor e a promessa, ainda por cumprir, de passar à discussão de outras medidas urgentes. O apoio de emergência de 15 milhões de euros anunciado pelo Governo a 17 de abril não é suficiente e impõe-se a adoção de medidas de médio e longo prazo, há muito sugeridas pelo SJ e outras organizações do setor. O SJ realça que já passou um mês desde que o secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media se comprometeu a discutir com as organizações do setor medidas de apoio estruturais e abrangentes, que concorram para o reforço da sustentabilidade de um setor em crise estrutural, agora agravada com o contexto da pandemia de covid-19. O SJ reafirma-se disponível para continuar a dialogar com o Ministério da Cultura, mas sublinha a urgência desse diálogo e, sobretudo, ler mais

Jornalismo ameaçado por crise laboral

À semelhança de outras atividades, o Jornalismo está ameaçado pela crise em curso, que não é apenas sanitária, mas já é também laboral. Numa altura em que o Jornalismo é mais fundamental do que nunca, há notícias diárias de fecho ou suspensão de publicações, reduções forçadas e poucas ou nenhumas receitas em muitos órgãos de informação regional, entrada em lay-off de empresas e grupos de dimensão nacional.     Ainda que possa ser a última solução, o lay-off resulta na diminuição efetiva da capacidade de produção jornalística, fragilizando ainda mais as já enfraquecidas redações de grande parte, senão da totalidade, dos órgãos de comunicação social portugueses. Há anos que as redações se debatem com falta de jornalistas para fazerem melhor jornalismo e muito do trabalho realizado é feito em condições de precariedade laboral e financeira, que, neste contexto, se agravará. O Sindicato dos Jornalistas considera que as medidas de apoio já aprovadas para o setor são insuficientes e considera que as ler mais

SJ alerta para urgência de apoio ao setor em audiência com Presidente

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) foi ontem recebido pelo Presidente da República, no Palácio de Belém, e alertou para a urgência de serem adotadas outras medidas de apoio ao jornalismo e à comunicação social, para além da única anunciada pelo Governo até ao momento. O SJ deixou claro que o apoio de 15 milhões, anunciado pelo Governo há uma semana, é insuficiente para responder às fragilidades do setor, que se agravaram no contexto da pandemia de covid-19. Além disso, o SJ assinalou que, uma semana depois do anúncio, ainda não se conhecem os devidos detalhes sobre aquele apoio, nomeadamente os destinatários e o processo e o tempo de atribuição do mesmo. Uma semana depois, o Governo também ainda não concretizou o compromisso feito, aquando do anúncio, de começar imediatamente uma discussão, com vista à ação, envolvendo as principais organizações do setor. O SJ entregou ao Presidente da República um documento (ler aqui), com um resumo do diagnóstico e a indicação de ler mais

SJ reivindica apoios de médio e longo prazo para o setor

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) considera positivo o apoio de emergência ao setor da comunicação social anunciado hoje pelo Governo, mas realça que não é suficiente e que se impõem medidas de médio e longo prazo para responder a uma crise estrutural, agora agravada com o contexto da pandemia de covid-19. O Governo anunciou hoje uma compra antecipada de publicidade institucional no valor de 15 milhões de euros, como medida de apoio de emergência para o setor, sendo que 75% da verba se destina a órgãos nacionais e 25% a órgãos regionais e locais. O SJ saúda que a Literacia para os Media esteja entre os temas das campanhas institucionais que farão parte desse pacote de publicidade institucional antecipado. O SJ junta-se ao Governo no destaque do papel do jornalismo e dos jornalistas para o sucesso da campanha sanitária em resposta à pandemia de covid-19. Na defesa de um jornalismo livre, independente e plural, o SJ afirma-se disponível para continuar a ler mais