Jornalista assassinado na Venezuela

Os incidentes que precederam a deposição de Hugo Chávez da presidência da Venezuela causaram a morte a um jornalista, Jorge Tortosa e ferimentos em outros dois profissionais da imprensa. A Federação Internacional de Jornalistas condenou o assassínio de Jorge Tortosa por partidários de Chávez, bem como as tentativas de censura levadas a cabo pelo presidente que regressou ao poder 48 horas após ter sido deposto.… Ler mais

Jornalistas gregos em greve

Os jornalistas da Grécia estiveram em greve, durante um período de 24 horas, nos dias 6 e 7 de Março, reivindicando o estabelecimento de acordos de empresa, o fim dos despedimentos e a adopção, pelos empregadores, de regulamentos de protecção social. Foi a terceira paralisação convocada pelo Sindicato dos Jornalistas da Imprensa Diária de Atenas (JUADN) no âmbito deste processo de luta.… Ler mais

Lista negra do ano 2001

Durante o ano 2001, o jornalismo registou 68 vítimas mortais, além de nove acompanhantes (motoristas, guias, etc), havendo ainda 23 casos sob investigação. O cenário mais dramático foi o Afeganistão, onde encontraram a morte oito jornalistas, entre eles o espanhol Julio Mendes, do «El Mundo». A lista negra da FIJ, que reproduzimos em inglês no ficheiro anexo, apresenta os pormenores.… Ler mais

Estatutos

Em consequência das alterações introduzidas no Congresso de Seul (Coreia do Sul), em Junho de 2001, a versão actualizada dos … Ler mais

Declaração de princípios

Uma Declaração de Princípios sobre a Conduta dos Jornalistas foi aprovada pela FIJ no seu congresso mundial de 1954. Tal declaração seria posteriormente actualizada no congresso mundial de 1986. É este documento que reproduzimos na sua versão espanhola. Quem preferir as versões inglesa ou francesa pode fazer «link» para o website da FIJ na Internet.… Ler mais

Código internacional de segurança

Para o exercício do jornalismo em condições de segurança, mesmo nas situações mais difíceis, em zonas de catástrofe ou de conflito, a FIJ elaborou um código internacional de que aqui se reproduz a versão espanhola. Para aceder às versões em inglês ou francês, basta fazer «link» para o website da FIJ na Internet.… Ler mais

Carteira profissional internacional

A Carteira Profissional Internacional emitida pela FIJ é um documento de extrema valia quando um jornalista se desloca em serviço ao exterior, sobretudo em zonas de risco. A sua atribuição em Portugal está reservada aos associados do SJ. Os interessados na sua obtenção deverão imprimir e preencher o formulário que inserimos em separado.… Ler mais

Atribuições e finalidades

O ideário que inspira a Federação Internacional de Jornalistas consubstancia-se na defesa intransigente da liberdade de informação e de opinião, em prol do exercício da actividade jornalística em condições de dignidade e de respeito pelos valores da democracia.… Ler mais

Lista negra do ano 2000

Durante o ano 2000, o jornalismo registou 62 vítimas mortais, com expressão especialmente dramática na Colômbia, onde se verificaram nove mortos por grupos paramilitares. A lista negra da FIJ, que reproduzimos em inglês, realça ainda o homicídio do moçambicano Carlos Cardoso e do espanhol Lopez de la Calle, vítima do terrorismo da ETA no Pais Basco. Devido à sua extensão, esta lista é reproduzida em ficheiro anexo.… Ler mais