SJ questiona Governo sobre situação na Lusa

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) pediu hoje esclarecimentos urgentes sobre a situação financeira da Lusa ao secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, Nuno Artur Silva.

O SJ acompanha com preocupação as declarações feitas pela administração da Lusa, em reunião com a Comissão de Trabalhadores da agência, divulgadas no dia 11, segundo as quais a Lusa recebeu apenas há dias 604 mil euros dos 1,5 milhões de euros aprovados pelo Parlamento em acréscimo ao orçamentado para 2020.

A administração confirmou, à mesma Comissão de Trabalhadores, que “a situação de tesouraria não é fácil”, garantindo apenas um mês e meio, e admitiu que, se a situação não se alterar, a Lusa pode terminar o ano com prejuízo.

Este cenário tem sido recorrente na Lusa, pelo que o SJ instou o Governo a intervir urgentemente.

O SJ considera ainda inaceitável que, mais uma vez, a Lusa esteja a laborar sem contrato-programa assinado com o Estado.

O SJ questionou ainda o Ministério da Cultura acerca das alterações na composição acionista da agência de notícias, nomeadamente a anunciada venda da participação acionista da Impresa na Lusa ao empresário Marco Galinha, do grupo Bel, que entrou também na composição acionista do Global Media Group.