SJ condena despedimento coletivo na TSF Madeira 

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) repudia o despedimento coletivo dos três jornalistas da TSF Madeira, anunciado hoje pela empresa gestora Notícias 2000 FM, que integra o Grupo Diário de Notícias.

O SJ exorta a empresa a explicar como pretende manter uma rádio de informação sem jornalistas e a esclarecer se, para resolver o problema, pretende recorrer a jornalistas do DN Madeira para substituírem os profissionais dispensados da rádio.

O SJ apela ainda à solidariedade dos jornalistas do DN Madeira, no sentido de não aceitarem substituir os jornalistas agora dispensados.

A Direção Nacional do SJ está em contacto permanente com a Direção Regional da Madeira, no sentido de assegurar todo o apoio necessário, e prestará o devido apoio as jornalistas afetados.