Síntese do parecer do Conselho Deontológico sobre incompatibilidades

O Conselho Deontológico recebeu no passado dia 09 de maio de 2012 um pedido de parecer do jornalista Manso Preto, com a carteira profissional nº 1716.

Nesse pedido, o jornalista solicitava ao Conselho Deontológico que se pronunciasse sobre se, enquanto voluntário de uma associação de solidariedade social – no caso a IRIS INCLUSIVA -, poderia prestar a sua colaboração gratuita na divulgação junto dos média das actividades daquela instituição.
Conclusão
O Conselho Deontológico considera que a actividade que o jornalista Manso Preto descreve no seu pedido de parecer não é incompatível com o desempenho da profissão, desde que prestada no âmbito da profissão jornalística, com respeito pelo Código Deontológico, e sem se confundir com a actividade desenvolvida por outras profissões, como o marketing e as relações públicas.