Sindicatos britânicos não querem que BBC apoie CBC

Os sindicatos de jornalistas britânicos NUJ e BECTU solicitaram à BBC que não ajude a preencher o vazio noticioso da Canadian Broadcasting Corporation (CBC), depois desta empresa ter impedido, a 15 de Agosto, o acesso às instalações de 5500 trabalhadores.

A decisão radical da CBC seguiu-se a uma ruptura nas negociações sobre contratos temporários, e desde então material noticioso da BBC tem sido usado pela CBC para preencher os espaços informativos.

“Esta disputa no Canadá prende-se com a manutenção da qualidade e dos direitos de milhares de trabalhadores. Não vamos ficar parados e permitir que a administração da CBC tente furar a greve usando material da BBC. A administração da BBC tem de actuar já para não se tornar cúmplice de um dos lados da disputa”, afirmou Jeremy Dear, secretário-geral do NUJ.

Complementando os protestos, Martin Spence, do BECTU, alertou que o eventual apoio da BBC à CBC “só irá prolongar um braço-de-ferro que nunca deveria ter acontecido. A última coisa que a BBC precisa é deste tipo de prejuízo para a sua reputação, numa altura em que o debate sobre o seu próprio futuro se começa a discutir”.