Reforço de poder policial na Irlanda do Norte preocupa NUJ

O Sindicato Nacional de Jornalistas britânico (NUJ) está preocupado com os planos para alargar os poderes das forças de segurança da Irlanda do Norte, os quais irão permitir que estas possam apreender todo o tipo de documentos, independentemente do grau de suspeita que exista.

Frisando que “não se deve abusar do direito a apreender documentos” e que se deve tomar cuidado para “garantir que o direito de busca é exercido apenas quando existirem fundamentos para suspeição”, o secretário irlandês do NUJ, Séamus Dooley, adiantou que irá enviar uma carta expondo a sua argumentação ao secretário de Estado para a Irlanda do Norte, Peter Hain.

“O NUJ tem uma preocupação particular no que respeita aos abusos nas buscas devido a experiências passadas em que as forças de segurança decidiram ‘pescar’ nas casas de repórteres e fotógrafos”, esclareceu Séamus Dooley, salientando a ameaça que o alargamento exagerado do poder de busca e apreensão pode representar para a confidencialidade das fontes jornalísticas.