Redacção do “South London Guardian” obtém aumento após greve

A redacção do “South London Guardian” aceitou os três por cento de aumento salarial para este ano propostos pela administração na sequência de negociações, as quais foram reabertas após os três dias de greve levados a cabo no início de Agosto em duas delegações do título.

A paralisação foi motivada pelas baixas propostas de aumento salarial feitas pela empresa ao longo de três meses de negociações e seis horas de conversas no ACAS (Serviço de Aconselhamento, Conciliação e Arbitragem laboral do Reino Unido), não obstante os enormes lucros registados no “South London Guardian”.

Além dos aumentos, a administração confirmou por escrito alguns acordos relativos a dispensas e progressão nas carreiras e prometeu ainda iniciar imediatamente as negociações salariais de 2006, acelerando o processo vários meses, para que haja tempo para resolver questões em que trabalhadores e patrões têm posições muito diferentes.