Rádio grega ameaçada de fecho

A ameaça “bizarra e inexplicável” de fechar a rádio grega FLASH – uma das mais populares e profissionais do país – levou a Federação Europeia de Jornalistas (FEJ) a lançar um apelo de solidariedade a todos os seus membros.

A FEJ contesta o avanço do plano de encerramento da emissora e do seu serviço noticioso online (www.flash.gr), pois foi efectuado sem qualquer consulta para aferir as consequências sociais e poderá deixar mais de 120 jornalistas e trabalhadores dos média sem trabalho.

“Esta estação é um pilar do sistema democrático grego, é uma das poucas emissoras nacionais com linhas editoriais que reflectem um compromisso para com o pluralismo político e tem êxito junto do público. Fechá-la é bizarro e inexplicável”, afirmou Aidan White, secretário-geral da FEJ.

Como os actuais donos da rádio parecem não estar dispostos a vendê-la a uma empresa concorrente, uma das muitas hipóteses avançadas pela FEJ é a criação de uma estrutura cooperativa por parte dos trabalhadores, que pegue na estação e a mantenha no ar.