Queixa de Gisela Jerónimo contra a Jornalista estagiária Margarida Menino Ferreira

Queixa de Gisela Jerónimo contra a Jornalista estagiária Margarida Menino Ferreira (sobre alegadas violações de regras deontológicas nos contactos que manteve com a sua filha menor de 14 anos com o objetivo de fazer um trabalho jornalístico sobre a sexualidade dos adolescentes.)

O Conselho Deontológico lembra a importância de os jornalistas nunca contactarem menores sem prévia autorização expressa dos pais ou dos tutores. Esta regra é a prática deontologicamente correta, já que os pais ou os tutores são legalmente os responsáveis pelos crianças ou jovens até estes atingiram a maioridade. Mesmo para entrevistas ou recolhas de informação ou de declarações anónimas, estando em causa menores de idade, os jornalistas têm a obrigação de questionar primeiro os respetivos pais ou outros responsáveis legais.

O Conselho Deontológico considera que não há nenhum problema deontológico em recorrer às redes sociais para estabelecer um primeiro contacto com as pessoas com quem os jornalistas pretendem falar. As redes sociais são um meio de comunicação atual e em expansão. Mas isso significa precisamente que devem ser utilizadas para um primeiro contacto e não para fazer entrevistas.

Anexo: https://jornalistas.eu/queixa-de-gisela-jeronimo/

Data: Lisboa, 2 de abril de 2019  (publicado a 5 de Abril, 2019)