Polícia vai analisar investigação ao assassinato de Martin O’Hagan

O Serviço de Polícia da Irlanda do Norte (PSNI) vai iniciar em 2007 uma análise à investigação ao assassinato do jornalista Martin O’Hagan, morto a tiro em Setembro de 2001 perto da sua casa em Lurgan.

A garantia foi dada pelo comissário da polícia Hugh Orde, que confirmou que as forças policiais ainda consideram ter provas insuficientes, não obstante as 400 declarações e as duas mil linhas que o inquérito à morte do jornailsta do “Sunday World” já leva.

Séamus Dooley, secretário irlandês do Sindicato Nacional de Jornalistas (NUJ), saudou a análise prometida pelo comissário e desafiou-o a entregar a responsabilidade desse exame a um organismo externo à PSNI e a estipular uma data para a apresentação de resultados.