Polícia britânica obtém dados confidenciais de jornalista

A polícia de Suffolk, no Reino Unido, apoderou-se dos registos de telemóvel do jornalista Mark Bulstrode, do “East Anglian Daily Times”, depois de este ter abordado as autoridades a propósito da reabertura de uma investigação histórica que não era do domínio público.

A táctica das forças policiais foi reconhecida apenas sete meses mais tarde, o que foi criticado pelo Sindicato Nacional dos Jornalistas britânicos (NUJ), que se disse profundamente preocupado com esta tentativa de descobrir a fonte de informação do jornalista, sobretudo pela forma aparentemente casual como os registos foram obtidos.

“Este tipo de actuação poderá assustar potenciais fontes de informação no seio das forças de segurança, por estas temerem ser descobertas”, afirma Chris Morley, presidente do NUJ.