Polícia apreende cassetes em televisões escocesas

Agentes da polícia à paisana entraram na manhã de 5 de Setembro nas instalações da BBC Scotland e da Scottish TV, em Edimburgo, apreendendo 15 cassetes de vídeo não emitidas na primeira e 10 na segunda. Há ainda informações de que também terá sido confiscado material na Sky.

A acção policial foi executada por ordem do tribunal, no âmbito das investigações aos desacatos provocados durante a conferência do G8, realizada em Julho deste ano em Gleneagles.

Em face do mandado judicial, ambas as emissoras entregaram o material solicitado pelas autoridades e, segundo Alistair Bonnington, advogado da BBC Scotland, a empresa conseguiu reduzir ao mínimo o material entregue, evitando igualmente o recurso policial aos poderes de busca inscritos no mandado.

Tal não impediu porém que os jornalistas afectos ao Sindicato Nacional de Jornalistas (NUJ) na BBC Scotland aprovassem a 6 de Setembro uma resolução em que condenavam a apreensão das cassetes e defendiam o direito dos jornalistas a não revelarem fontes confidenciais e a resistir a tentativas de apreensão de material inédito.

Paul Holleran, porta-voz do NUJ, disse-se mesmo preocupado com a segurança dos jornalistas na cobertura de eventos futuros do mesmo género, pois estes poderiam ser vistos como tendo sido usados pela polícia, razão pela qual apelou a medidas mais eficazes para proteger a imprensa em casos deste género.