Na morte de Etelvina Lopes de Almeida

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) tomou conhecimento com profundo pesar do falecimento da jornalista e escritora Etelvina Lopes de Almeida, ocorrido a 30 de Abril de 2004, em Tábua, aos 88 anos.

Etelvina Lopes de Almeida foi, além de jornalista, deputada pelo PS à Assembleia Constituinte em 1975 e presidiu, em Estrasburgo, a uma sessão do Parlamento Europeu para os Idosos em 1993, recebendo, dois anos depois, a Comenda da Ordem de Mérito em Portugal.

Tendo iniciado carreira no jornal infantil “O Papagaio”, Etelvina Lopes de Almeida trabalhou também na Rádio Renascença, n’ “O Século”, na revista “Modas e Bordados”, no Rádio Clube Português e na Emissora Nacional, tendo também assinado livros infantis e romances.

Vítima de doença prolongada, a jornalista, que presidia à Fundação Sara Beirão/António Costa Carvalho, ficou sepultada no cemitério de Benfica.

A Direcção do SJ apresenta as mais sentidas condolências aos familiares e amigos da camarada de trabalho agora desaparecida.