Jornalistas sérvios despedidos por defenderem direitos sindicais

Cinco jornalistas do jornal sérvio “Narodne Novine” foram despedidos a 28 de Maio, depois de terem tentado defender direitos sindicais e uma melhoria nas condições de trabalho da redacção. Outros colegas estão em risco de conhecer a mesma sorte.

“Despedir jornalistas porque querem defender direitos sindicais é simplesmente ilegal à luz de todas as regras nacionais e internacionais. Esta é uma tentativa cínica de ataque aos sindicatos”, afirmou Aidan White, secretário-geral da Federação Internacional de Jornalistas (FIJ), sublinhando que o Congresso da FIJ em Moscovo está solidário com os camaradas de profissão sérvios.

Segundo a FIJ, no mês passado dois jornalistas foram despedidos pelas mesmas razões e, devido à campanha anti-sindical que está a ser levada a cabo pelo jornal, as inscrições na delegação local do Sindicato de Jornalistas da Sérvia cairam de 39 para três, o que põe em risco a sobrevivência daquela estrutura de defesa os direitos da classe.