Jornalistas italianos voltam à greve em Dezembro

A Junta da Federação Nacional da Imprensa Italiana (FNSI) decidiu convocar, no mês de Dezembro, mais dois dias de greve dos jornalistas do sector da informação diária e ainda uma segunda jornada de paralisação dos profissionais da imprensa semanária.

Os dias do protesto ficarão ao critério do Secretariado da organização, que tem indicações da Junta para dar o menor pré-aviso possível, excepto no caso da RAI, onde é necessário anunciar as datas da greve com dez dias de antecedência, por forma a cumprir a lei que regula a intervenção sindical no serviço público.

Esta é a terceira vez em três meses que os jornalistas italianos organizam jornadas de luta de dois dias em virtude da postura intransigente da Federação Italiana de Editores de Jornais (FIEG), da organização das emissoras locais (Aeranti-Corallo) e da agência para o emprego público (Aran) no respeitante à negociação dos contratos do sector.

Enquanto as negociações com a FIEG continuam num impasse no que diz respeito ao trabalho dos profissionais freelance e o entendimento com a Aran está a ser atrasado devido a “manobras dilatórias” desta, as conversações com a Aeranti-Corallo poderão conhecer desenvolvimentos a 30 de Novembro.