Jornalista ucraniano agredido

Vladimir Katsman, chefe-de-redacção do grupo editorial Stolichniye Novosti, foi agredido por dois homens quando regressava a casa, em Kiev, no dia 8 de Abril, ficando com ferimentos na cabeça e um braço partido.

Embora a polícia afirme que o motivo do ataque ainda é desconhecido, o jornalista acredita que este está relacionado com o seu trabalho, pois escreveu recentemente sobre fraudes eleitorais nas eleições legislativas de 26 de Março e sobre livros anti-semitas publicados e distribuídos pela maior universidade privada da Ucrânia.

O dono do grupo Stolichniye Novosti, o empresário judeu Vadim Rabinovich, está a oferecer 100 mil hryvna (16.300 euros) por informações que conduzam à detenção dos agressores.