Jornalista russo alvejado

O repórter de investigação Andrei Kalitin foi alvejado no ombro a 13 de Junho quando saía de casa, noticiou o Comité para a Protecção dos Jornalistas (CPJ), com base em notícias da imprensa russa.

Correspondente especial do programa “Spetsrassledovaniye” do principal canal da televisão nacional russa desde 2006, o jornalista, de 37 anos, tem estado a trabalhar num livro sobre alegados negócios mafiosos no sector do alumínio, o qual deverá ser lançado em Agosto com o título “Mafia em Preto”.

Preocupado com a segurança do camarada de profissão, o director-executivo do CPJ, Joel Simon, instou as autoridades russas a investigar exaustivamente o ataque contra Andrei Kalitin e a levar os que nele estiverem envolvidos perante a justiça.