Jornalista romeno detido na Bulgária

O jornalista romeno George Buhnici, da Pro TV, foi preso pelas autoridades da Bulgária a 16 de Novembro, por filmar com uma câmara escondida numa loja duty-free da fronteira romeno-búlgara.

Como a lei búlgara considera o uso de câmaras escondidas como um acto de espionagem, o jornalista – que deverá ficar detido até 20 de Novembro – arrisca-se a uma pena de até três anos de prisão, caso o procurador Nikola Filchev se decida a acusá-lo.

Defendendo o jornalista, a Repórteres Sem Fronteiras (RSF) escreveu ao procurador, instando-o a libertar George Buhnici, por este ter sido “vítima de uma lei absurda e arcaica que estipula uma punição desmesurada para o uso de uma câmara escondida, algo que é prática comum no jornalismo de investigação”.