Jornalista croata condenada por difamação

Ljubica Letinic, repórter da estação televisiva e radiofónica croata RTC, foi condenada a dois meses de prisão com pena suspensa por difamação.

Segundo a Repórteres Sem Fronteiras, esta sentença vai contra a lógica internacional num momento em que a Croácia se quer juntar à União Europeia.

O caso remonta a 18 de Março de 2002, quando Ljubica Letinic produziu uma breve reportagem, difundida na talk-show “Latinica”, da RTC, em que acusava de corrupção diversas personalidades da cidade de Split, incluindo o político e homem de negócios Jozo Parcina.

Na sequência da reportagem, o tribunal municipal de Split condenou a jornalista a dois meses de prisão com pena suspensa a 12 de Julho de 2004, o que Ljubica Letinic não estranha uma vez que a sua peça também referia a corrupção que grassa naquele órgão judicial. Porém, o tribunal de recurso viria a confirmar a sentença.

O tribunal municipal de Split já a 11 de Novembro de 2004 decretara uma sentença de três meses de prisão com pena suspensa ao jornalista Vladimir Matijanic, do semanário “Feral Tribune” por alegadamente ter difamado o jogador de futebol Igor Stimac, que segundo o jornalista é suspeito de envolvimento em actividades criminosas.