Jornalista agredida na Ucrânia

A repórter Natalya Vlasova, da estação televisiva 34 Kanal, foi agredida a 4 de Outubro, numa rua de Dnepropetrovsk, por um atacante não identificado que a avisou para abandonar as investigações ao Batkivshchina, partido político liderado pela ex-primeira-ministra Yulia Timoshenko.

Na sequência da agressão a jornalista teve de ser hospitalizada, em virtude de traumatismos vários na cabeça e no peito.

De acordo com a imprensa local, nos dez dias anteriores ao ataque Natalya Vlasova recebera ameaças telefónicas anónimas, tendo sido agredida um dia depois de as ter denunciado à polícia, que está já a investigar o caso.