Greve em Itália com participação elevada

Os jornalistas italianos da televisão e da rádio participaram em massa na greve geral de 25 de Março convocada pela Federação Nacional da Imprensa Italiana (FNSI) em defesa do direito ao contrato colectivo, dos direitos dos jornalistas freelance e dos colaboradores, e pelo reforço da autonomia e das regras do trabalho jornalístico.

Esta paralisação seguiu-se a uma outra realizada a 18 de Março pelos repórteres dos diários, das agências noticiosas e da Internet e, segundo a FNSI, representa um claro sinal para os patrões da imprensa, sobretudo os ligados à Federação Italiana de Editores de Jornais (FIEG), de que a classe está pronta para a luta.

A direcção do sindicato italiano irá reunir-se amanhã, 28 de Março, para avaliar as acções de protesto realizadas e programar outras iniciativas já previstas.