Greve de quatro dias agendada na ANSA

O Comité de Redacção da agência noticiosa italiana ANSA convocou 96 horas de greve, a cumprir entre 14 e 18 de Setembro, como forma de protesto pelo plano de reorganização e desenvolvimento apresentado pela administração da empresa, no qual se prevê a dispensa de 50 jornalistas durante o próximo biénio.

Os trabalhadores frisam que tal número corresponde a 15 por cento dos profissionais da redacção e marcaram para as 13 horas de 19 de Setembro um plenário dos redactores da ANSA, para discutir a situação na empresa.

Perante a decisão do Comité de Redacção, a direcção da empresa apelou a um “debate construtivo imediato” para esclarecer pontos que podem não ter ficado claros relativamente ao plano, uma vez que, garante a direcção, “as dispensas serão sobretudo voluntárias”.