Governo britânico quer contenção nas notícias sobre alegados ataques

O governo britânico exortou os média ingleses a terem “contenção” na cobertura da alegada conspiração para fazer explodir vários aviões durante os voos com destino aos Estados Unidos.

Num comunicado conjunto, divulgado a 13 de Agosto, o ministro do Interior, John Reid, e o procurador-geral, Lord Peter Goldsmith, afirmam que reportagens demasiado “sensacionalistas” poderão “perturbar, contrariar ou comprometer os complexos inquéritos actualmente em curso”.

O comunicado admite a possibilidade do levantamento de processos judiciais contra órgãos de informação, nomeadamente os que publicarem informações sobre um dos suspeitos, de apenas 17 anos, que, portanto, é menor de idade.