Fotojornalistas dão visibilidade à crise causada pela Covid-19

Créditos – Gonçalo Borges Dias

 

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) saúda a iniciativa de um grupo de fotojornalistas portugueses de ir publicando imagens, numa conta de Instagram, que mostram o quotidiano em tempos de crise causada pelo coronavírus.

Esta (https://www.instagram.com/everydaycovid/) foi a resposta de dezenas de fotojornalistas ao facto de a maioria dos órgãos de comunicação social portugueses estar a deixar de registar em imagens, progressivamente, o que se passa no país.

Essa opção deve-se, em parte, ao receio legítimo de enviar repórteres fotográficos para a rua. Mas a responsabilidade jornalística não pode ser confinada ao isolamento, sob pena de serem ocultadas as imagens do que se passa no quotidiano, nomeadamente no que respeita ao momento de pandemia que estamos a viver.

A falta de cobertura informativa é um perigo para a democracia e, por isso, os fotojornalistas desempenham um papel fundamental na captação e na exposição visível dos acontecimentos diários.

Num contexto em que um terço dos jornalistas portugueses não tem vínculo laboral, o SJ está preocupado com a situação dos fotojornalistas, muitos dos quais estão nessas condições e, portanto, enquanto colaboradores, poderão deixar de ter trabalho – isto porque os órgãos de informação estão a reduzir pedidos – e de obter rendimento.