Fotojornalista ferido numa manifestação em Londres

A dura repressão policial de uma manifestação no exterior do parlamento britânico, a 9 de Outubro, provocou ferimentos no fotojornalista Marc Valleé, que teve de receber tratamento hospitalar.

O fotógrafo estava a cobrir uma manifestação de cerca de 150 pessoas – sobretudo pacifistas e activistas contra a lei que criou uma zona de não protesto no raio de um quilómetro em torno do parlamento britânico – que foi dispersada por cerca de 800 agentes da polícia.

Presente no parlamento para tratar de assuntos sindicais, o secretário-geral do Sindicato Nacional de Jornalistas (NUJ), Jeremy Dear, assistiu ao protesto e revelou-se chocado com a “presença totalmente desproporcionada de polícias e a atitude demasiado agressiva dos agentes para com cerca de 50 pessoas que estavam sentadas no chão”.

O NUJ está a reunir provas para uma eventual queixa contra a polícia, tendo em conta os ferimentos sofridos por um membro da classe e o tratamento pouco simpático dado a alguns jornalistas que cobriam o protesto