FIJ responsabiliza autoridades russas pela morte de jornalistas

O Congresso da Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) terminou a 1 de Junho, em Moscovo, com a aprovação, por unanimidade, de uma resolução que responsabiliza as autoridades russas pela perigosa situação que os jornalistas do país vivem e lamenta a acção, provocatória e intimidatória, de ordenar o despejo do Sindicato Russo dos Jornalistas das instalações que ocupa há 27 anos.

O Congresso da FIJ exortou as autoridades russas a porem fim à impunidade de que vêm beneficiando os responsáveis pelo desaparecimento e assassínio de mais de 200 jornalistas e outros profissionais dos média desde 1993 e a tomarem medidas para o desenvolvimento duma cultura de responsabilidade e respeito pelos média.

Considerando que o sistema dos média na Rússia, particularmente no campo da rádio e teledifusão, não garante um pluralismo suficiente para a liberdade de expressão, o Congresso recomendou uma revisão urgente da política para o sector no sentido de proporcionar condições para a criação de uma economia dos média baseada nos princípios da independência, profissionalismo e interesse público.