FIJ apoia Richard Gizbert na luta conta a ABC News

A Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) apelou a 17 de Agosto aos seus filiados para que apoiem a luta do jornalista Richard Gizbert contra o seu antigo empregador, a cadeia televisiva norte-americana ABC News, que o despediu por ele se recusar a ir trabalhar no Iraque.

O caso data de há dois anos, quando Gizbert, correspondente em Londres da ABC News, se recusou a fazer a cobertura da guerra no Iraque, alegando a perigosidade do trabalho. A estação despediu-o, mas o repórter levou a caso ao tribunal de trabalho britânico, que considerou não haver justa causa para o despedimento. A cadeia norte-americana não aceita o veredicto e nega-se a chegar a um acordo justo com o jornalista.

A FIJ, juntamente com o sindicato britânico de jornalistas, o NUJ, a Newspaper Guild-CWA, a União de Jornalistas dos EUA e a União de Jornalistas do Canadá TNG Canada/ CWA, está a dar todo o apoio a Richard Gizbert.

“Este caso cria o precedente de os jornalistas não poderem ser despedidos por se recusarem a pôr a sua vida em perigo”, sublinha a FIJ, apelando ao apoio de todas as organizações filiadas para garantir que “nenhum outro jornalista seja obrigado a escolher entre o posto de trabalho e a sua segurança pessoal”.