ERC promove a sua quarta conferência anual

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) realiza a 18 e 19 de Outubro, no Auditório 2 da Fundação Calouste Gulbenkian, a sua quarta conferência anual, subordinada ao tema “Por uma Cultura de Regulação: Média e Cidadania – Velhas e Novas Questões”.

Os trabalhos iniciam-se às 9h45 de dia 18, com uma conferência de Ramon Font, presidente do Conselho do Audiovisual da Catalunha, e intervenções de Rui Vilar, presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, e Azeredo Lopes, presidente do Conselho Regulador da ERC.

Pelas 11 horas terá lugar a sessão “Regulação dos Média: Um olhar político”, moderada pelo jornalista Carlos Andrade e com as presenças de Arons de Carvalho (PS), Agostinho Branquinho (PSD), Pedro Mota Soares (CDS-PP), Catarina Martins (BE) e António Filipe (PCP).

A tarde desse primeiro dia será dedicada ao tema “Privacidade, intimidade e violência – 2009”, com a apresentação de uma investigação sobre o mesmo na imprensa, por José Rebelo (ISCTE) e José Manuel Mendes (Universidade do Minho) – respectivamente coordenador e membro da equipa do estudo –, a que se segue um outro sobre o tema na televisão, apresentado por Tânia Soares e Correia de Matos, ambos da ERC.

Ambos os estudos serão comentados por Elza Pais, secretária de Estado da Igualdade, Alfredo Maia, presidente da Direcção do Sindicato dos Jornalistas, e Júlia Pinheiro, apresentadora da TVI, estando a moderação a cargo da vogal da ERC Estrela Serrano.

No dia 19, pelas 9h45, Maria Manuel Bastos e Carla Martins, da ERC, apresentam o estudo “Publicidade do Estado e audiências”, que será comentado por Pedro Berhan da Costa, director do Gabinete para os Meios de Comunicação Social, Luís Mergulhão, presidente da Comissão de Análise de Estudos de Meios, Rolando Oliveira, administrador da Controlinveste, Luís Marques, director-geral da SIC, e Luís Santana, administrador da Cofina, sob a moderação de Elísio Oliveira, vice-presidente da ERC.

A partir das 14h30, estará em debate o tema “Pessoas deficientes ou sociedades com deficiência? Média e acessibilidades”, que terá como oradores Josélia Neves, docente do Instituto Politécnico de Leiria, Hélder Duarte, presidente da Federação Portuguesa de Associações de Surdos, Rodrigo Santos, membro da direcção nacional da ACAPO, numa sessão moderada por Rui Assis, vogal da ERC.

Por fim, às 17 horas, inicia-se a sessão de encerramento, onde serão lidas as conclusões da equipa da ERC e haverá intervenções do ministro dos Assuntos Parlamentares, Jorge Lacão, do presidente da Comissão de Ética, Sociedade e Cultura da Assembleia da República, Luís Marques Guedes, e do presidente da ERC, Azeredo Lopes.

A entrada na Conferência anual da ERC é livre, estando apenas sujeita a inscrição prévia, que pode ser feita pelo telefone 210 107 000 ou enviando um e-mail com a indicação de Nome/Profissão/Instituição para conferencia@erc.pt.