Empresa editora do “Gazzettino” condenada por comportamento antisindical

O Tribunal do Trabalho de Veneza rejeitou a 12 de Maio um recurso da empresa editora do diário “Gazzettino”, confirmando assim a condenação desta por “comportamento antisindical”, na sequência da não publicação de um comunicado do Conselho de Redacção em 2002.

Em comunicado, o Sindicato de Jornalistas do Veneto considerou esta decisão como “uma nova vitória” dos jornalistas do “Gazzettino” sobre o director Luigi Bacialli e o administrador-delegado Italo Prario, os quais acusa de numerosas violações dos direitos dos trabalhadores.

Entre essas violações apontadas pela estrutura sindical estão vários contratos a termo ilegítimos e a obstrução à verificação da legalidade contratual de outros, o que tornam o diário veneziano num caso anómalo e único em Itália, segundo o secretário-geral da Federação Nacional da Imprensa Italiana (FNSI), Paolo Serventi Longhi.