Editor polaco suspenso após debate sobre João Paulo II

Pawel Sito, editor da Radio BIS – estação ligada à empresa estatal Polskie Radio –, foi suspenso a 12 de Maio após um debate ao vivo de duas horas, realizado a 9 de Abril, em que os intervenientes criticaram o falecido Papa João Paulo II.

O debate – intitulado “Nova unificação” – foi transmitido a partir do “Madame”, um clube de Varsóvia frequentado por militantes feministas, homossexuais e artistas, e decorreu numa atmosfera “muito respeitosa para com o Papa”, garante Pawel Sito.

Numa altura em que todos os média teciam rasgados elogios ao falecido Papa, o debate era uma “necessidade democrática”, argumenta Pawel Sito, pois criou um espaço para vozes dissonantes. Segundo a imprensa poloca, o assunto fez triplicar as audiências durante o mês.

A suspensão de Pawel Sito tem gerado discussões no seio da Polskie Radio e, de acordo com a Repórteres Sem Fronteiras (RSF), corre o risco de fortalecer a auto-censura entre os jornalistas polacos.