Categoria: Setor

SJ presente em nova concentração contra despedimento no GMG

No dia em que vai decorrer a segunda reunião de informação e negociação relativa ao processo de despedimento coletivo no Global Media Group, o Sindicato dos Jornalistas (SJ) far-se-á representar, de novo, reafirmando a sua solidariedade, na concentração convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores das indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Norte (Site-Norte) para esta quinta-feira. Trata-se da segunda ação de denúncia pública de um despedimento que envolve 81 trabalhadores, entre os quais 17 jornalistas, do DN, JN, O Jogo e outras publicações. O SJ reafirma que esta é uma decisão inaceitável,  sobretudo porque ocorre depois de o GMG ter recorrido a apoios do Estado, nomeadamente ao layoff simplificado aplicado a cerca de 530 trabalhadores.  O SJ reafirma que o layoff não pode servir para financiar despedimentos.  O SJ não aceita que sejam sempre os trabalhadores a pagar a fatura dos erros de gestão e junta-se solidariamente à iniciativa do Site-Norte. O protesto está agendado para quinta-feira, 10 de…

SJ pede audiência ao presidente do PSD

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) pediu uma audiência ao presidente e líder da bancada parlamentar do PSD, Rui Rio, para lhe transmitir o relato e o retrato das crescentes debilidades da comunicação social a nível nacional e regional.   A crise dos media, que já não era nova, agravou-se nos últimos meses com a pandemia da covid-19, pelo que foi com uma expectativa positiva, apesar de a considerar manifestamente insuficiente, que o SJ encarou a decisão do Governo, de 17 de abril, de antecipar as verbas já previstas para publicidade institucional – que, até ao dia de hoje, não chegaram às empresas. Esta demora de um apoio que se apresentou como urgente já levou o SJ a questionar o próprio primeiro-ministro, sem resposta.   A par disto, nos últimos meses, Rui Rio tomou posições públicas que levam a crer que não terá sido bem informado sobre o referido apoio de adiantamento das verbas da publicidade, que ainda não saiu do…

API, CNID, CCPJ e SJ propõem comissão de acompanhamento à Liga de Futebol

A Associação Portuguesa de Imprensa (API), o CNID – Associação dos Jornalistas de Desporto, a Comissão da Carteira Profissional de Jornalista (CCPJ) e o Sindicato dos Jornalistas (SJ), reunidos no dia 22 de julho, sugeriram a criação de uma comissão de acompanhamento conjunta com a Liga Portuguesa de Futebol Profissional, que se mostrou recetiva à proposta.

Concurso de fotografia “Objetiva: Europa”

O Sindicato dos Jornalistas, em parceria com o Parlamento Europeu, promove um concurso de fotografia com o tema “Objetiva: Europa”, a decorrer durante fevereiro de 2019 e subordinado ao seguinte regulamento.  O  concurso, aberto a todos os jornalistas com título profissional válido, pretende distinguir fotografias que revelem perspetivas únicas sobre a Europa, em toda a sua dimensão.

Rádios locais resistem

No Dia Mundial da Rádio, o Sindicato dos Jornalistas (SJ) sublinha o papel das rádios locais, meios de comunicação social que, apesar das dificuldades, continuam a informar as comunidades em que estão inseridos De acordo com o relatório do Observatório de Comunicação de 2018 (Obercom 2018), existem 320 rádios locais em Portugal, na sua maioria generalistas, sendo que cerca de 100 apenas retransmitem emissões de rádios maiores. O estudo, que englobou um inquérito às rádios locais portuguesas, revela ainda as dificuldades financeiras destes órgãos de comunicação social decorrentes da quebra de receitas publicitárias e a falta de financiamento público (atualmente feito de forma mais centralizada através das Comissões de Coordenação de Desenvolvimento Regional).  Relativamente aos salários praticados, o estudo revela que 64,7% das rádios locais pagam, em média, aos seus trabalhadores entre 500 a 750 euros mensais, 16,7% pagam entre 751 e os 1000 euros e 6,9% pagam menos de 500 euros .  Para além dos baixos salários, 9,8% das…

Cidadania Digital em programa de rádio juvenil

São três dezenas de episódios com apresentação marcada para quinta-feira. Cidadania Digital em programa de rádio juvenil Numa parceria entre a Direção-Geral da Educação, a Fundação para Ciência e Tecnologia e a Rádio Online ZigZag da Antena 1/RTP, é apresentada esta quinta-feira no auditório da RTP o programa de rádio juvenil “ZigZaga na Net” que terá 30 episódios de conteúdo áudio sobre Cidadania Digital. O programa destina-se a alunos com idades entre cinco e nove anos e entre os temas que vão ser tratados incluem-se, de acordo com os responsáveis, “direitos e deveres online; direitos de autor; veracidade e fiabilidade da informação (desinformação, notícias falsas); privacidade; pegada digital; dependência online e das tecnologias; comportamentos seguros online; bullying, ciberbullying, entre muitos outros”. Garantida está “a presença assídua das mascotes do SeguraNet (o Pisca) e do Centro Internet Segura (a INES)”. Preparado “numa perspetiva universal, com o objetivo de chegar a todos os alunos”, o projeto engloba um desafio lançado à “Escola de Referência de…

AG adiada para 27 de Março

A Assembleia Geral para apreciar e votar as contas da Direcção relativas ao ano de 2018 e votar o plano de actividades para 2019 foi adiada para o dia 27 de Março, conforme convocatória emitida hoje. O motivo do adiamento prende-se com o atraso na elaboração dos documentos por parte da empresa de contabilidade e a necessidade de o Conselho fiscal dispor de tempo para a sua análise. 

Dia da Internet Mais Segura a 5 de fevereiro

Iniciativa analisa os novos desafios sobre a criação de conteúdos na Internet com destaque para os Direitos Humanos. Na Universidade da Madeira irá decorrer um seminário sobre o assunto. Sob o mote internacional “Together for a Better Internet” (Juntos por uma Internet Melhor) assinala-se, no próximo dia 5 de fevereiro, o Dia da Internet Mais Segura 2019. A iniciativa tem organização do Consórcio do Centro Internet Segura e analisa, em especial, “os novos desafios relativos à criação de conteúdos na Internet com especial enfoque nos Direitos Humanos”. Nesse dia, no Funchal (auditório da reitoria da Universidade da Madeira), vai decorrer, entre as 9h00 e as 13h00, o Seminário do Dia da Internet Mais Segura 2019 – Online pelos Direitos Humanos.  De acordo com os organizadores, “a participação é gratuita mas carece de inscrição em https://goo.gl/forms/rXG1wGsuMsF6MSR43 Para o público mais jovem, durante a tarde, é apresentada na Escola Básica dos 2.º e 3.º ciclos Dr. Horácio Bento de Gouveia, da Madeira, a…