Categoria: Nacional

Cooperação institucional entre a SECS e o SJ

Enquanto Secretário de Estado da Comunicação Social, o dr. Alberto Arons de Carvalho manteve com a Direcção do Sindicato dos Jornalistas relações de cordial cooperação institucional, concedendo-nos várias audiências e estando presente nas nossas iniciativas, quer presidindo a elas, quer na qualidade de convidado.

Jornalismo em extinção?

No Instituto de Estudos Jornalísticos de Coimbra realizou-se, em 29 de Abril de 2001, um seminário em que Avelino Rodrigues, membro da Direcção do Sindicato dos Jornalistas, interveio com uma comunicação, no âmbito do painel subordinado ao tema «Jornalismo é uma profissão em vias de extinção?»

Para que a ética não morra de fome

A abrir um «dossier» sobre auto-regulação, inserido no número 7 da revista «Jornalismo e Jornalistas», de Julho/Setembro de 2001, o presidente do Sindicato dos Jornalistas, Alfredo Maia, fez publicar um artigo intitulado «Algumas condições indispensáveis para que a ética não morra de fome» (*).

Preocupações levadas aos órgãos de poder

Do Presidente da República ao Governo, passando pelos grupos parlamentares e partido no poder, bem como por órgãos de soberania como o Procurador-Geral da República e o Provedor de Justiça, além das duas centrais sindicais, os corpos gerentes do SJ eleitos em Outubro de 2000 expuseram as preocupações dominantes dos jornalistas em sucessivas audiências.

Posição do SJ

Confrontado com a sistemática e abusiva exploração de estudantes de jornalismo em determinadas redacções, onde são incumbidos de realizar, sem qualquer remuneração, tarefas que reclamam obrigatoriamente o título profissional de que ainda não dispõem, o SJ emitiu em Março de 2001 um comunicado em que condena tais práticas, considerando-as ilegais.