Categoria: Destaque Home

FIJ pede aos governos mundiais e às plataformas de redes sociais que tomem medidas imediatas para erradicar a violência de género

No Dia Internacional para a eliminação da violência contra mulheres e meninas, 25 de novembro, a Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) e o seu Conselho de Género, apelam aos governos mundiais para que ajam com responsabilidade para erradicar a violência contra as mulheres, ratificando a Convenção 190 da Organização Internacional do Trabalho (OIT) sobre assédio e violência no mundo do trabalho e instam as plataformas de redes sociais a introduzir medidas vinculativas para agir contra a violência online.

SJ denuncia jornalistas ‘temporários’ na TVI

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) enviou uma queixa à Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), denunciando a existência de duas dezenas de jornalistas contratados através de empresas de trabalho temporário na TVI/Media Capital. A queixa baseia-se em elementos fornecidos pela delegada sindical e pela comissão de trabalhadores da TVI, que o SJ recebeu na quarta-feira. O assunto foi, entretanto, noticiado publicamente (https://www.sabado.pt/portugal/detalhe/tvi-tem-mais-de-20-jornalistas-de-empresas-de-trabalho-temporario). Na queixa, o SJ assinala que os referidos trabalhadores ‘temporários’ prestam serviço em igualdade de circunstâncias, sujeitos a escalas, horários e responsabilidades em tudo iguais aos trabalhadores do quadro da TVI/Media Capital. A denúncia desta situação torna-se ainda mais urgente no atual contexto, de novos acionistas e contratações. O SJ recorda que os jornalistas da TVI/Media Capital não têm progressão salarial significativa há vários anos, nem plano de carreiras acordado, que possam nivelar os desequilíbrios salariais existentes. O SJ assinala que, no atual quadro de investimento na empresa, é fundamental existir um acordo de empresa, que estabeleça ler mais

Portugal eleito para Comité Executivo da FIJ pela primeira vez

dav O Sindicato dos Jornalistas, em representação de Portugal, foi eleito para o Comité Executivo da Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) pela primeira vez. A eleição realizou-se na assembleia geral da FIJ, que terminou em Tunes, capital da Tunísia, na sexta-feira. Sofia Branco, presidente da Direção do Sindicato dos Jornalistas, foi eleita por 169 votos (em 316 delegados de todo o mundo), para um mandato de três anos. Delegados desfilam nas ruas de Tunes em memória de jornalistas assassinados Mãe de jornalista tunisino desaparecido exige informação das autoridades Delegados desfilam nas ruas de Tunes em memória de jornalistas assassinados Angola e Brasil são os outros dois países de língua portuguesa que farão parte do Comité Executivo, com 16 membros. Na mesma assembleia geral, o SJ foi igualmente eleito para o Conselho de Género da FIJ. Sofia Branco foi eleita pelo círculo da Europa e será, por três anos, um dos 13 membros deste conselho consultivo responsável pelos assuntos de género. ler mais