Casa de jornalista sérvio atacada com granada

A casa de Dejan Anastasijevic, jornalista da revista “Vreme” especializado na temática dos crimes de guerra, foi alvo de um ataque com granada na noite de 13 de Abril, depois de o repórter ter considerado como “leve” uma pena de 20 anos de prisão imposta pelo Tribunal de Crimes de Guerra da Sérvia a quatro comandos sérvios.

A explosão da granada destruiu as janelas do apartamento do jornalista, onde este se encontrava com a mulher e a filha, e provocou estragos em vários automóveis que estavam estacionados naquela zona do centro de Belgrado.

A Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) e o Comité para a Protecção dos Jornalistas (CPJ) já instaram as autoridades sérvias a proteger o jornalista e a investigar este ataque, recordando que Dejan Anastasijevic já recebeu no passado ameaças de morte por ter sido testemunha de acusação no julgamento de Slobodan Milosevic em Haia.