Carta aberta aos diretores de informação sobre critérios editoriais na cobertura jornalística da pandemia da Covid-19

Carta aberta aos diretores de informação sobre critérios editoriais na cobertura jornalística da pandemia da covid-19

O Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas (CDSJ) apela aos diretores de informação, como responsáveis máximos pelas escolhas editoriais e conteúdos jornalísticos divulgados pelos órgãos de comunicação social, que tenham em conta a necessidade de as suas redacções obedecerem a um estrito respeito pelas regras deontológicas, quer no acompanhamento e tratamento jornalísticos da pandemia da Covid-19 quer em todos os assuntos noticiados.

Portugal vive um momento único, em que o papel e a responsabilidade social do jornalismo são vitais. Mas, até pela peculiaridade do período que o país atravessa, a missão de informar e de escrutínio que compete ao jornalismo tem de ser desempenhada com um atento cuidado no respeito das regras deontológicas dos jornalistas.

O CDSJ recorda que emitiu a 14 de Março uma nota sobre a cobertura jornalística da pandemia de coronavírus (consultar aqui). E apela a que o respeito pela deontologia profissional bem como o respeito pela dignidade humana estejam sempre presentes no desempenho da profissão.

O CDSJ saúda todos os jornalistas, bem como todas as outras profissões de quem depende manter em funcionamento os órgãos de comunicação social neste período de confinamento e de distanciamento social. E destaca a forma ímpar, em muitos casos expondo-se a situações de risco, como os jornalistas têm feito um trabalho rigoroso e consciente, cumprindo o seu dever social de informar.

Lisboa, 13 de Abril de 2020