Agência Korpa condenada a indemnizar família de jornalista

Um tribunal de Sevilha condenou a Korpa a indemnizar a família da jornalista Ana Belén García, que morreu num acidente de viação quando se encontrava a caminho de um serviço solicitado por aquela agência espanhola de “notícias do coração”.

Na sentença, o juiz declarou a morte de Ana Belén García como acidente laboral, considerou demonstrada a relação de trabalho por contra de outrém entre a jornalista e a agência, e condenou a empresa a pagar aos pais da vítima a indemnização máxima prevista na lei: 89 673 euros

O magistrado aproveitou ainda para criticar a contradição entre as “amplas margens de lucro” da imprensa do coração e a “exploração maciça” dos seus repórteres. O Sindicato dos Jornalistas da Andaluzia (SPA) e a Federação dos Sindicatos de Jornalistas (FeSP) congratularam-se com a decisão do tribunal, sublinhando que este caso demonstra a precariedade no sector e a necessidade de regular legalmente o exercício do jornalismo profissional em Espanha.