QUINTA-FEIRA
24 de Agosto de 2017 | 03:50
Adriano Miranda/PÚBLICOAdriano Miranda/PÚBLICO

SJ aconselha cobertura noticiosa sóbria dos trágicos incêndios

Publicado a 22/06/2017 NOTÍCIAS

Em momento de consternação nacional, o Sindicato assinala o trabalho competente e sério de muitos dos repórteres que acompanham os tristes acontecimentos e relembra a necessidade do cumprimento escrupuloso do Código Deontológico.


O Sindicato dos Jornalistas assinala o trabalho competente e sério com que muitos dos repórteres têm acompanhado os trágicos incêndios que assolam Portugal e realça a importância que uma cobertura noticiosa sóbria e rigorosa assume num momento de consternação nacional como este.

O Sindicato dos Jornalistas aproveita para recordar os pontos 7.º e 9.º do Código Deontológico dos Jornalistas, nomeadamente no que diz respeito à necessidade de "atender às condições de serenidade, liberdade e responsabilidade das pessoas envolvidas" nos acontecimentos que relatam e de "[não] perturbar a sua dor", apelando aos jornalistas para que não cedam ao sensacionalismo.

O Sindicato dos Jornalistas insta ainda os órgãos reguladores, nomeadamente a Entidade Reguladora para a Comunicação Social e a Comissão da Carteira Profissional de Jornalista, a agirem perante os casos de cobertura noticiosa que não cumpram as regras deontológicas.

Versão para Imprimir