SEGUNDA-FEIRA
26 de Junho de 2017 | 13:01

FIJ exige libertação imediata de jornalista detido na Faixa de Gaza

Publicado a 14/06/2017 NOTÍCIAS

Correspondente do canal PBC TV, Fouad Jaradah foi detido em casa por forças de segurança do Hamas e está detido, "em clara violação da lei palestiniana", desde o passado dia 8.


A Federação Internacional de Jornalistas exige a libertação imediata de Fouad Jaradah, correspondente do canal PBC TV, detido em casa, na Faixa de Gaza, no passado dia 8 por forças de segurança do Hamas, naquilo que a FIJ considera uma "clara violação da lei palestiniana".

A FIJ indica que a casa de Jaradah foi invadida por elementos da referida força e, de acordo com a mulher do jornalista, este recebeu ordens para acompanhar os invasores, levando consigo o computador e o telemóvel sob a promessa de que seria colocado em liberdade ao fim de uma hora. Porém, sem estar sob qualquer acusação formal, o jornalista permanece preso desde dia 8.

Enquanto o Sindicato de Jornalistas local (PJS) condenou com veemência a detenção, assegurando que entregara o assunto à Autoridade Palestiniana para a Defesa dos Direitos do Cidadão, a FIJ juntou-se ao seu filiado na contestação. "Estamos ao lado do PJS e exigimos às autoridades a libertação imediata de Jaradah, mas também o respeito pela liberdade de imprensa em Gaza", afirmou Philippe Leruth, presidente da FIJ. "As forças de segurança do Hamas devem deixar de interferir com a atividade dos jornalistas e de violar sistematicamente os seus direitos fundamentais", acrescentou.


Versão para Imprimir