SÁBADO
15 de Dezembro de 2018 | 18:56

Sindicato dos Jornalistas solidário com trabalhadores do Económico

Publicado a 10/03/2016 NOTÍCIAS

Diário Económico, Económico TV e Economico.pt cumprem greve de 24 horas.


O Sindicato dos Jornalistas juntou-se hoje aos trabalhadores do Diário Económico que cumprem uma greve de 24 horas pelo pagamento dos salários em atraso.
Na semana passada, os trabalhadores do Diário Económico, Económico TV e Economico.pt entregaram o pré-aviso de greve através do Sindicato dos Jornalistas e do Sindicato Democrático dos Trabalhadores das Comunicações e dos Media (Sindetelco).
Em “carta aberta à sociedade civil” (em anexo), os trabalhadores em greve recordam que “têm salários em atraso”, mas, apesar disso, “têm assegurado o regular funcionamento da empresa”.
Os trabalhadores – tal como o SJ – acreditam que “é possível assegurar a continuidade” da empresa e, assim, “evitar mais um passo no empobrecimento da paisagem audiovisual portuguesa”.
O SJ faz ainda seu o apelo dos mesmos trabalhadores, “no sentido de que cada português possa compreender o exercício de cidadania, reforço do pluralismo e da democracia que representa a existência de uma multiplicidade de meios de comunicação”.
A empresa – que detém um jornal, um site e uma televisão – conta com cerca de 130 trabalhadores, um quarto dos quais jornalistas.
Entretanto, a direção editorial – que apresentou a demissão na terça-feira – já informou que amanhã, sexta-feira, não haverá edição em papel do Diário Económico e que o site não será atualizado até à meia noite de hoje.
Na semana passada, a Ongoing Strategy Investments, holding do grupo que detém o Diário Económico, entrou em Processo Especial de Revitalização (PER), devido às dificuldades financeiras.

Ficheiros em Anexo

carta Aberta
Versão para Imprimir