QUARTA-FEIRA
19 de Dezembro de 2018 | 05:56

Doze líderes mundiais assinam Declaração Internacional da Informação e Democracia

Publicado a 11/11/2018 NOTÍCIAS

Iniciativa fora lançada pela organização Repórteres Sem Fronteiras. Compromisso ficou estabelecido durante o Fórum para a Paz em Paris.


Burkina Faso, Canadá, Costa Rica, Dinamarca, França, Letónia, Líbano, Lituânia, Noruega, Senegal, Suiça e Tunísia: estes são os países cujos líderes assinaram a Declaração Internacional da Informação e Democracia proposta pela organização Repórteres Sem Fronteiras.

A iniciativa, destinada a concretizar objetivos como a defesa da liberdade da imprensa e a luta contra a desinformação, concretizou-se durante o Fórum para a Paz que reuniu mais de seis dezenas de chefes de Estado e de Governo em Paris no domingo.

Outras ideias do documento colocam em destaque que o espaço mundial da informação e da comunicação seja considerado um bem comum da Humanidade, no qual estejam assegurados liberdade, pluralismo e a integridade da informação. Isso mesmo foi explicado pelo secretário-geral da organização, Christophe Deloire, e por Shirin Ehadi, Nobel da Paz, dois dos promotores da ideia.

Versão para Imprimir