QUARTA-FEIRA
19 de Dezembro de 2018 | 05:53

Redações perderam 27 mil postos de trabalho nos EUA entre 2008 e 2017

Publicado a 01/08/2018 NOTÍCIAS

Análise do Pew Research Center indica que só no setor digital se registou crescimento no mesmo período - de 7.400 passou-se para 13 mil trabalhadores (aumento de 79%). Jornais foram os mais atingidos pela redução.


Uma análise do Pew Research Center aos dados divulgados pelo Bureau of Labor Statistics Occupationl Employment Statistics acerca dos postos de trabalho na comunicação social dos Estados Unidos revela que, entre 2008 e 2017, foram perdidos quase 27 mil dos 114 mil postos de trabalho nas redações dos Estados Unidos, passando de 114 mil para 88 mil. Os jornais foram os mais atingidos pelos cortes com uma redução de 45%, passando de 71 mil em 2008 para 39 mil em 2017.

A redução de 23% atingiu a generalidade dos trabalhadores das cinco indústrias que produzem notícias (jornais, rádios, televisões e outros seviços de informação), entre editores, repórteres da escrita e da fotografia ou mesmo da área videográfica.

A análise indica ainda que, das cinco indústrias estudadas no referido período entre 2008 e 2017, só nas redações do setor digital se registaram progressos com um aumento de 79% nos postos de trabalho (de 7.400 para cerca de 13 mil).


Versão para Imprimir