SÁBADO
18 de Agosto de 2018 | 11:35

Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condena Rússia

Publicado a 18/07/2018 NOTÍCIAS

Instituição condenou a Rússia ao pagamento de multa de 20 mil euros porque o processo de apuramento de responsabilidades não foi capaz de determinar quem ordenou o assassínio da jornalista Anna Politkovskaya.


O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condenou a Rússia ao pagamento de uma multa no valor de 20 mil euros porque a investigação à morte da jornalista Anna Politkovskaya não foi capaz de apurar quem ordenara o seu assassínio.

A jornalista foi assassinada em 2006 e a família recorreu ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos por não se conformar com o desfecho do processo judicial. A sentença da instituição critica as autoridades russas por terem relegado a culpa na direção de um empresário que vivia em Londres e entretanto faleceu. Pistas que apontavam para a possível responsabilidade de ex-agentes secretos foi deixada de lado.

Anna Politkovskaya, jornalista de investigação, foi encontrada morta a tiro no elevador do prédio onde vivia em Moscovo. Na sua atividade destacava-se como crítica de Vladimir Putin e escreveu várias vezes sobre violações dos direitos humanos na Tchechénia no jornal Novaya Gazeta.


Versão para Imprimir