Morreu o jornalista Afonso Cautela

Publicado a 29/06/2018

Era o associado n.º 103 do Sindicato dos Jornalistas.


Afonso Cautela, jornalista, poeta e pioneiro na defesa do meio ambiente, morreu hoje, aos 85 anos.
Afonso Cautela nasceu em Ferreira do Alentejo, em 1933.
Professor do ensino primário e jornalista, em 1959 chega a Lisboa, onde se dedica em exclusivo ao jornalismo, profissão que exerceu até se reformar.
Passou pelos jornais República (de 1965 a 1968), O Século (de 1972 a 1977) e A Capital (de 1982 a 1996), entre outros. N'A Capital, assinou durante anos a Crónica do Planeta Terra, dedicada às questões ecológicas e do consumo.
O corpo estará em câmara ardente a partir das 18h00 de hoje, na Igreja da Figueirinha, Rua de Macau, em Oeiras, e o funeral realiza-se amanhã, sábado, 30 de junho, às 14h30, para o Cemitério de Oeiras.

Em 3 de julho de 2018 a Assembleia Municipal de Lisboa, por proposta do grupo Municipal do MPT, aprovou por unanimidade um voto de pesar pelo falecimento de António Cautela. (Em anexo)