SÁBADO
15 de Dezembro de 2018 | 18:56

FEJ e FIJ exigem que russos libertem jornalista ucraniano

Publicado a 08/06/2018 NOTÍCIAS

Roman Sushchenko foi condenado a 12 anos de prisão numa cadeia especial depois de ter sido considerado culpado por alegados atos de espionagem em Moscovo.


A FEJ e a FIJ exigem às autoridades russas que libertem de imediato o jornalista ucraniano Roman Sushchenko, condenado a 12 anos de cadeia por alegados atos de espionagem em Moscovo.

As duas entidades consideram que o jornalista foi condenado sem provas suficientes e pretendem que seja deixado em liberdade até que um processo investigativo mais rigoroso seja realizado.

Sushchenko trabalha em solo francês como correspondente da agência Ukrinform e foi detido em Moscovo quando ali se deslocou de férias, em setembro de 2016. As autoridades russas referem que trabalhava para a espionagem ucraniana e reunira segredos de Estado que se preparava para passar.

Versão para Imprimir