QUARTA-FEIRA
17 de Outubro de 2018 | 06:43

SJ condena morte de repórter palestiniano

Publicado a 26/04/2018 NOTÍCIAS

Abu Ahmad Hussein tinha 24 anos e estava ao serviço da rádio Voz do Povo quando foi baleado durante os protestos de 13 de abril. É o segundo jornalista palestiniano morto na cobertura da Marcha do Retorno.


Abu Ahmad Hussein tinha 24 anos e estava ao serviço da rádio Voz do Povo quando foi baleado, no passado dia 13 de abril, apesar de usar um colete identificativo como jornalista. Depois da passagem por vários hospitais, não resistiu aos ferimentos.

O jornalista estava a fazer a cobertura de uma de muitas manifestações que têm ocorrido junto à fronteira de Gaza com Israel. Estes protestos, designados por Marcha pelo Retorno Palestiniano, duram há várias semanas, contestam a expulsão de palestinianos dos territórios ocupados por Israel e provocaram uma forte reacção israelita, com recurso a snipers.

Ahmad Hussein é o segundo jornalista palestiniano morto durante a Marcha do Retorno, depois de Yasser Murtaja, fotojornalista de 31 anos, um dos fundadores da agência de Gaza Ain Media e colaborador com órgãos estrangeiros como a BBC e a Al-Jazira, que foi vítima de uma bala durante a manifestação de 30 de março.

Versão para Imprimir