QUARTA-FEIRA
23 de Maio de 2018 | 06:25

Público assinala 25 anos de Bartoon no dia 24

Publicado a 22/04/2018 NOTÍCIAS

O humor inigualável de Luís Afonso nas páginas do diário será comemorado com o lançamento de um livro e um cocktail no auditório do jornal, a partir das 18h00.


O talento do traço e o humor inigualável de Luís Afonso têm deixado marcas há mais de duas décadas na imprensa portuguesa. No dia 24, a partir das 18h00, o cartoonista irá ver assinalados, pelo diário Público, os 25 anos do seu Bartoon com o lançamento de um livro sobre o assunto e ainda um cocktail de vinho e cerveja, especialmente preparado para a ocasião por Dirk Niepoort.

Além da presença do artista e de Niepoort, também Vicente Jorge Silva, histórico diretor do jornal, e David Dinis, atual diretor, vão participar na cerimónia, tal como João Paulo Cotrim, jornalista, escritor e responsável pela editora abysmo.

Luís Afonso nasceu em Aljustrel em 1965, estudou Geografia na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, foi geógrafo e tornou-se professor. Porém, a meio dos anos 80, o acaso levou-o a publicar uma banda desenhada para o jornal O Diário e, depois de várias publicações sem caráter profissional, surgiu o convite para A Bola, onde continua a publicar o popular "Barba e Cabelo", inspirado no barbeiro do sítio onde nasceu.

Em 1993 recebeu outro convite, então para as páginas do Público, no lugar que fora do lendário cartoonista Sam, autor do famoso Guarda Ricardo. A viver em Serpa, Luís Afonso foi encontrando forma de se adaptar à evolução do tempo e dos ritmos de publicação, criando mais cartoons: SA, para o Jornal de Negócios, o Lopes, escritor e repórter pós-moderno para a Grande Reportagem e, mais tarde, para a Sábado, ou A Mosca, para a RTP.

Além do humor refinado que revela nos cartoons, Luís Afonso é sobretudo um apaixonado pela escrita e já publicou, além de livros com os seus cartoons, O Comboio das Cinco e O Quadro da Mulher Sentada a Olhar para o Ar com Cara de Parva e outras histórias.


Versão para Imprimir