TERÇA-FEIRA
25 de Setembro de 2018 | 18:34

Jornalista afegão vítima de atentado suicida

Publicado a 10/01/2018 NOTÍCIAS

Ato terrorista provocou um total de 40 mortos, causando ainda ferimentos noutras 80 pessoas, nove das quais profissionais de comunicação social em Cabul.


A Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) condenou o atentado suicida que, perto do final do ano passado, matou um jornalista e feriu outros nove em Cabul, capital do Afeganistão. A FIJ exigiu uma investigação imediata ao sucedido, bem como a punição dos autores do ato terrorista.

Segundo a FIJ, a vítima mortal foi Said Mehdi Hosaini, jornalista da Afghan Voice News Agency, tendo o atentado acontecido no edifício do Tebyan Culture Center, onde se situa a sede da agência. No entanto, o alvo principal do ato suicida era um encontro de estudantes realizado para assinalar o 38º aniversário da invasão soviética do Afeganistão.

No total, o atentado matou 40 pessoas e feriu outras 80, tendo o Daesh reclamado responsabilidade no ato que transformou Hosaini na 12ª vítima mortal entre jornalistas no país em 2017.

Versão para Imprimir