Diversidade dos media ameaçada no Canadá

Publicado a 04/12/2017

Ações de encerramento e fusões de meios de comunicação, sobretudo de caráter local, implicam a destruição de cerca de 300 postos de trabalho.


A Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) repudiou as decisões que dois gigantes do mundo mediático no Canadá, Torstar Corp. e Postmedia Network, anunciaram para o corte de quase três centenas de postos de trabalho, colocando em causa a diversidade na paisagem mediática canadiana. Mais de 30 publicações, sobretudo locais e semanais em todo o país, mas com especial relevo em Ontário, foram objeto de encerramento ou fusões.

"É uma atitude cínica de dois grandes conglomerados", afirmou Anthony Bellanger, secretário-geral da FIJ. "O público fica a perder quando se encerram publicações e se despedem jornalistas. Já vimos jornais serem fechados um pouco por todo o mundo, mas é raro algo desta dimensão em apenas um dia e com semelhante desrespeito pelos próprios leitores", sintetizou.